A justiça do trabalho condenou as empresas VIKSTAR e TIM ao pagamento da multa determinada nos artigos 467 e 477 da CLT aos trabalhadores demitidos entre os meses de janeiro e abril de 2019, pelo atraso no pagamento das verbas rescisórias dos mesmos.

A decisão acatou o pedido do Sindicato que pleiteou e bloqueou as contas das empresas para possibilitar o pagamento da referida multa, em caráter de urgência.
O Sindicato pleiteia que seja estendido essa decisão para os demais processos, da mesma natureza, contra a Vikstar, para que os trabalhadores demitidos tenham seus direitos garantidos.

E POR FALAR EM VIKSTAR…

A Empresa não cumpriu o pagamento dos vencimentos até o 5º dia último deste mês causando revolta nos trabalhadores que procuraram o Sindicato para fazer a denúncia.
Diante disso, o Sindicato promoveu um ato na porta da empresa na segunda-feira, durante todo o dia para apoiar os trabalhadores e buscar soluções junto a Vikstar para que os salários e os benefícios sejam honrados conforme a legislação e que os trabalhadores tenham seus direitos assegurados.
A administração da empresa age de forma irresponsável com os seus trabalhadores e credores, sendo justíssimo que seus recursos financeiros sejam sequestrados para garantir o pagamento de suas dívidas, assim como fizemos em relação aos demitidos de novembro de 2018 a marco de 2019, também garantindo o pagamento dos demitidos posteriormente através de acordo e multa por atraso de pagamento.
Trabalhadores, todo e qualquer problema com a Empresa deve ser levado ao conhecimento do Sindicato para que possamos buscar uma solução e fazer cumprir os seus direitos.

TRABALHADOR SINDICATO É TRABALHADOR RESPEITADO!

  • Visita de Vicentino ao Sinttel – PI

    Hoje (02/12/19) tivemos a visita do Deputado Federal Vicente Paulo da Silva, mais conhecid…
  • Nota do SINTTEL PIAUI sobre as demissões na Vikstar

    O sindicato tomou conhecimento, ontem, dia 10/01/2019, que a empresa Vikstar estaria demit…
Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Acordo no TST suspende demissões dos trabalhadores da Dataprev

Trabalhadores serão cedidos ao INSS. Os aposentados que continuam trabalhando podem optar …