Confirmado. Roger Waters, ex-integrante da banda Pink Floyd, vai participar do 1° de Maio Solidário – a celebração on-line do Dia Internacional do Trabalhador, organizado pela CUT, centrais sindicais e pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Como outros artistas confirmados, o músico já enviou um vídeo com sua participação. É uma mensagem aos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil junto com a canção “We Shall Overcome” (nós vamos superar). A emblemática música de protesto, composta pelo cantor americano por Pete Seeger, se tornou hino do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos (1955-1968).

Ativismo
Roger Waters, desde o início do Pink Floyd, em 1968, sempre direcionou seu trabalho ao lado crítico. O álbum de maior sucesso da banda, The Wall (1979), composto quase que na íntegra por ele, traduzia seus sentimentos em relação ao ensino opressor e contra a tirania, baseado em suas próprias experiências de vida.

O músico também gravou um disco em 2017 – “Is This Life We Really Want? (essa é a vida que realmente queremos?)” – em que faz críticas à ascensão de políticas belicistas e às guerras no oriente médio.

Em 2014, se engajou na campanha Free Palestine (Palestina Livre) durante o Fórum Social Palestina Livre, que debateu formas de combater a opressão de Israel sobre o país. A CUT fez parte do Comitê Organizador do evento.

A canção We Shall Overcome, que Waters cantará no 1° de Maio Solidário, já foi utilizada pelo músico para prestar apoio a outros líderes políticos como Nicolás Maduro, em 2019, e contra Donald Trump, presidente norte-americano.

Em 2018, durante sua turnê no Brasil, era exibida nos telões do palco a frase #ELENÃO, em protesto contra o então candidato à presidência de extrema-direita Jair Bolsonaro. Roger declarou na época “não saber o que estava acontecendo no Brasil”, em referência à ascensão do fascismo do movimento bolsonarista em seus shows.

Live do 1° de Maio
Pela primeira vez na história e para respeitar o isolamento social recomendados pelas autoridades de saúde para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), as CUT e centrais sindicais farão o 1° de Maio on-line.

A live está marcada para começar pelo Facebook, às 11h30 da manhã e terá participação de outros artistas como Chico César, Zélia Duncan, Otto, Preta Ferreira, Dexter, Delacruz, Odair José, Leci Brandão, Aíla, Preta Rara, Mistura Popular, Taciana Barros, Francis Hime e Olivia Hime.

Este também será um 1º de Maio Solidário, doações para os mais vulneráveis serão estimuladas e coletadas durante a transmissão da mobilização pelo dia do trabalhador e posteriormente entregues a quem precisa pelos sindicalistas e representantes das frentes. E você pode fazer tudo isso sem sair de casa, se protegendo contra o novo coronavírus (Covid-19).

A partir das 11h30 desta sexta-feira (1º), trabalhadores de qualquer parte do País poderão assistir à live nacional organizada de forma unitária pelas Centrais Sindicais – CUT, Força, UGT, CSB, CTB, CGTB, NCST, Intersindical, A Publica -, com o apoio das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Basta clicar no link do evento e participar da mobilização dos trabalhadores: https://www.facebook.com/events/3020319574748780/

Fonte: CUT

Artigos Relacionados
Leia mais em CUT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Todos os celulares feitos no Brasil terão Rádio FM

Sem detalhar proposta, Fábio Faria fez menção em evento na última semana. Projeto sobre o …