Neste primeiro de Maio, Dia Internacional do Trabalhador, e da Trabalhadora,  a CUT-PI, juntamente com sindicatos e convidados (as),  se uniram para homenagear os trabalhadores e trabalhadoras  numa “live” pelas redes sociais,  em virtude da pandemia do coronavírus (Covid 19).

A transmissão  do “1º de Maio A Luta pela vida continua “, por direitos e empregos  teve início às 09h00, com abertura feita pelo Secretario de Comunicação Herbertt Marinho juntamente com o Presidente – Paulo Bezerra. A live da CUT-PI contou com presidentes e dirigentes de sindicatos, entre eles SINTE através da Presidenta – Paulina Almeida (Vice-Presidenta da CUT-PI), Odaly Medeiros – Presidente dos Bancários, Gilvan Firmino – Sitricom, Mazé Ribeiro – Fetag, João de Moura – Presidente do Sinttel, Paulo Sampaio – Sindicato dos Urbanitários, Alexandre Rocha – Sindicato dos hoteleiros, deputado federal Assis Carvalho, Pedro Laurentino da Unidade Popular, Maria do Movimento dos Atingidos por Barragens.

Um ano diferenciado dos demais, diante da pandemia do covid-19, o que prevalece é a resistência contra a retirada de direitos, e contra os desmandos do governo Bolsonaro. O formato foi de live, com transmissão ao vivo na página do Facebook CUT-PI.

Durante a transmissão dirigentes sindicais fortaleceram a preocupação com a saúde dos (as) trabalhadores (as), e foi concentrado o pedido para que a classe trabalhadora e a sociedade fiquem em Casa.

Herbertt Marinho – Secom CUT-PI “Esse não é um dia comemorativo, é um dia de luta, e histórico diante da atual situação onde a classe trabalhadora vem sofrendo grandes ataques aos seus direitos,  são muitas pautas a serem discutidas, todas as mensagens de apoio e reflexivas ao primeiro de maio são importantissimas, são oportunidades como esta onde nos encontramos através das redes sociais, que nos fortalecem para a luta, e queremos destacar que é fundamental que permaneçamos em casa, cumprindo a medida do isolamento para a nossa proteção, em defesa da vida”. Citou.

Paulo Bezerra-Presidente “Estamos passando por momentos delicados com relação a essa pandemia do coronavírus, os casos em vários estados é alarmante, e aqui no Piauí é importante seguirmos as orientações dos decretos do governo e da prefeitura, mas precisamente em Teresina, é preciso manter a quarentena em pról das nossas vidas. Esse é um momento histórico, e nesse 1º de maio estamos sendo favorecidos por poder estar nas redes sociais, precisamos conscientizar aos trabalhadores e as trabalhadoras que permaneçam em casa, as dificuldades são grandes, temos que passar por essa etapa e fortalecer a nossa resistência, e quando tudo isso passar voltarmos pras ruas, pra luta!”. Disse.

Dicas como o uso das máscaras, alcool em gel, respeitar o isolamento, evitar aglomerações, foram as dicas dadas durante a live da CUT-PI, aos trabalhadores e as trabalhadoras, e a sociedade em geral.

Artigos Relacionados
Leia mais em CUT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Ultratividade: Que bicho é esse?

É ela que mantém todos os diretos previstos nas convenções e acordos coletivos firmados en…