Convocamos todos os trabalhadores da ARM para Assembleia Geral na próxima sexta-feira, 31, às 19 horas, na sede do Sinttel-Pi, na rua Magalhães Filho, nº 479 centro/sul, para avaliar a proposta de Acordo Coletivo 2013/14 proposto pela empresa.

Com a data base vencida desde 1º de abril de 2013, a ARM vem fazendo “corpo mole” na mesa de negociação, para vencer os trabalhadores no cansaço, e agora depois de longos meses apresentou mais uma proposta, por isso contamos com a presença de todos para avaliar a proposta e decidirmos os rumos da categoria, lutando por melhores salários e condições de trabalho.

A presença de cada um de vocês é de extrema importância nessa luta! Participem!

ARM: ENFIM UM ACORDO!

 O Sindicato esteve reunido com a representantes da ARM, na última terça-feira, 29, para discutir o Acordo Coletivo de Trabalho, após quase 10 meses de negociações conseguimos chegar a um consenso pelo menos positivo para os trabalhadores.

 Entre os principais pontos da negociação:

 Todos os trabalhadores terão um reajuste de 7,22%;

  • Reajuste do Benefício-alimentação para R$ 11,00;

  • Auxílio creche: a partir de 1º de abril de 2013, as mães tem direito a R$ 160,83 do primeiro dia ao quarto mês de vida até um ano e quatro meses de idade do filho natural ou adotivo;

  • Plano de Saúde: A ARM disponibiliza a opção da Central Nacional Unimed CNU para todos os funcionários. Sendo que a empresa continuara custeando a mesma cota de participação e valores hoje praticados no plano HAPVIDA.

 O SINTTEL-I solicitou também a antecipação do pagamento do retroativo ate o dia 15 de fevereiro de 2014. A data-base para negociação do Acordo Coletivo de Trabalho foi mantida em 1º de abril. O sindicato ainda irá requerer judicialmente o retroativo dos funcionários que foram desligados anteriormente a data de fechamento do presente ADITIVO do Acordo Coletivo de Trabalho 2012/2014.

Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

STF autoriza licença de 180 dias para servidor pai ‘solo’

Os ministros do STF negaram recurso do INSS contra decisão do TRT-3 e decidiram que é cons…