#NemPenseEmMeMatar: campanha que denuncia cultura feminicida é lançada nesta quinta

Embora o crime de feminicídio esteja no Código Penal desde 2015, o assassinato de mulheres – apenas por serem mulheres – cresce diariamente no Brasil. Ante essa realidade, o Levante Feminista contra o Feminicídio, frente suprapartidária, lança, nesta quinta-feira (25), a campanha “Nem Pense em Me Matar”, apoiada na ideia: “Quem mata uma mulher mata a humanidade!”.

A atividade inicial da campanha “Nem Pense em Me Matar” será realizada em evento online, das 10h às 12h30, nas redes sociais do Levante Feminista contra o Feminicídio, são elas: TwitterFacebook e Instagram

Com a hashtag #NemPenseEmMeMatar, a frente busca atingir um público amplo e disseminar a ideia de que a violência contra a mulher é um problema que afeta não só as famílias, mas a sociedade inteira.

Dados da pandemia

No primeiro semestre de 2020, ano em que a pandemia de covid-19 se alastrou pelo mundo impondo a necessidade de isolamento social, foi registrado aumento de 1,9% deste crime de ódio. Nos primeiros seis meses, foram mortas 648 brasileiras, a maioria negras e vivendo em desigualdade social.

Fonte: Brasil de Fato

NO PIAUÍ

O Levante Feminista no Piauí, realizará uma Live, seguindo a agenda da Campanha Nacional do Levante Feminista Contra o Feminicídio:

Artigos Relacionados
Leia mais em CUT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Entenda como as empresas são obrigadas a proteger os dados do trabalhador

A Lei Geral de Proteção de Dados do Brasil (LGPD), nº 13.709/2018, foi sancionada depois d…