Integrantes da CPI da telefonia, liderados pelo presidente, deputado Cícero Magalhães (PT), iniciam na próxima quinta-feira(10), uma maratona pelo interior do Estado. De início serão visitados os municípios de Água Branca, Valença e Esperantina, onde serão montados estandes para recebimento de denúncias e coleta de assinaturas.

As viagens fazem parte da estratégia para traçar um diagnóstico dos problemas de telefonia celular, enfrentados pelos piauienses.
“Sabemos que 79% dos municípios piauienses tem apenas uma operadora de telefonia móvel. É o índice mais alto do Brasil. Queremos saber em cada região quais as principais queixas, para darmos uma solução às demandas” esclarece Magalhães.

De antemão, pode-se afirmar que o maior prejuízo dos usuários é financeiro. Quando se liga de uma operadora para outra, é cobrada a taxa de interconexão, cujo valor, em torno de R$ 0,40, é o segundo mais alto no mundo.
Uma pesquisa realizada em 157 países pela União Internacional das Telecomunicações, organismo ligado à ONU – Organização das Nações Unidas, aponta que a tarifa brasileira de telefonia celular é a mais cara do mundo. O minuto varia de US$ 0,71 a US$ 0,74. Na Argentina cobra-se US$ 0,37, enquanto na China, um minuto de ligação custa US$ 0,04.
Em Água Branca e Esperantina serão realizadas audiências públicas nas Câmaras Municipais. Em Valença o evento será na Unidade Escolar Santo Antônio.
Fonte: Cidadeverde.com
Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…