TIM insiste em congelar salários e desconsiderar a inflação no
reajuste dos benefícios. Enquanto isso, o LUCRO LÍQUIDO REPORTADO
da empresa cresceu 47% no ano, chegando à casa de R$ 1,6 bilhões.

Reconhecimento? Zero! Valorização? Nenhuma! É assim que a TIM trata seus empregados enquanto desmerece o Acordo Coletivo 2015. Na reunião do último dia 06, em Brasília, a empresa insistiu em ignorar nossa Pauta de Reivindicações, tentado mascarar uma realidade que salta aos olhos de qualquer pessoa com bom senso e que possua um mínimo acesso aos seus resultados econômico-financeiros. A verdade é uma só. A TIM cresce ano-a-ano e se consolida no setor de Telecom, cada vez mais, como uma das empresas de destaque e solidez incontestáveis. Ao ponto de rumores de mercado darem, quase certa, a fusão da TIM com a OI, com o controle da “nova empresa” ficando nas mãos da empresa italiana. Enquanto isso, para os trabalhadores sobram lamentações, “falsas crises” e uma choradeira sem fim que não justificam uma postura tão mesquinha ao ponto de acenar com propostas de “congelamento salários” e reajustes de benefícios abaixo do índice de inflação. Para os sindicatos da FITRATELP (DF, RS, MG, PB, PI, PA, MA, SE) ou a TIM muda de postura e começa a construir uma proposta a partir da nossa Pauta de Reivindicações ou a possibilidade de acordo se encaminhará para os tribunais. Não aceitaremos a precarização nem a desvalorização do ACT. Uma nova rodada de negociações com os representantes da TIM está marcada para o próximo dia 17 no Rio de Janeiro. Fiquem atentos aos próximos informativos e convocações do SINTTEL-PI.

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…