Companheirada, recebemos em nosso sindicato o presidente da CUT, Paulo Bezerra, além das companheiras Edimar Nascimento e Antônia Ribeiro, respectivamente, Secretária de Mulheres e Secretária de Combate ao Racismo da nossa Central Única dos Trabalhadores no Piauí. Dialogamos sobre a importante e única Marcha das Margaridas, que carrega o legado da lutadora sindical e dos diretos humanos Margarida Alves. A “Marcha”, é organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), e é um instrumento de memória e luta das lutadoras do nosso povo, que defendem vida digna e uma sociedade melhor para todas as mulheres deste país tão machista, inclusive com as mulheres do campo. A Marcha das Margaridas, neste ano de 2023, acontecerá nos dias 15 e 16 de agosto, sempre no mês de morte de Margarida Alves, como também realizada em Brasília, onde as mulheres terão agendas para tratarem de pautas relevantes, além de realizarem a entrega das suas reinvindicações ao presidente Lula e ao Governo Federal como um todo. o lema deste ano será, “Pela Reconstrução do Brasil e pelo Bem Viver”. Como representantes sindicais dos Trabalhadores em Telecomunicações, mas principalmente das Trabalhadoras, que são maioria em nossa classe, entendemos a importância da luta, como forma de garantia de direitos, e demos a nosso contribuição financeira, para que nossas lutadoras do Piauí possam chegar até Brasília e apresentarem as suas reinvindicações. Seguiremos em marcha, até que todas sejam livres !

Cochise Ferreira
Presidente Sinttel Piauí

 

#sinttelpiaui #cut #racismo #tereainapi

Artigos Relacionados
Leia mais em CUT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Brasil será laboratório para ferramenta de bloqueio de celular do Google

Gigante lançou no Brasil, sem previsão ainda de implantação no resto do mundo, três ferram…