A ARM depois de fechar um acordo coletivo sem avanços para os trabalhadores, que depois de longos meses de enrolação resolveram “aceitar”, ela aprontou mais uma das suas. A última novidade da ARM é a suspensão do pagamento da bonificação para os trabalhadores dos DGs, instaladores e de funções administrativas que recebem bonificação por produção, além da periculosidade de diversos companheiros que recebiam anteriormente e agora, sem nenhum aviso prévio, deixaram de receber.

Como se não bastasse, esse mês a empresa teria que pagar o retroativo, referente à data base que venceu em 1º de abril, e não pagou, e continua sem pagar as horas extras, apesar do sindicato ter comunicado por escrito a aprovação da assembleia para os procedimentos de atualização da folha de pagamento salarial.

Com essas atitudes a ARM prova que não tem respeito com o trabalhador, que sacrifica seus finais de semana de lazer com sua família para trabalhar e não receber. Até quando isso vai durar? O que a empresa quer? Trabalho escravo? Onde os trabalhadores sacrificam o seu dia-a-dia, com uma jornada de trabalho exaustiva para no final receber migalhas?

Companheiros não podemos aceitar essas atitudes da empresa, temos que partir para uma grande paralisação, onde cada trabalhar e trabalhadora manifeste sua indignação com esses descasos que a empresa ARM vêm mantendo ao longo do tempo, que apesar do sindicato está sempre cobrando melhorias, a empresa não muda a sua forma de trabalhar.

O SINTTEL entrou em contato com a empresa quando soubemos do corte dessas bonificações, na ultima segunda-feira, dia 29, a ARM ficou de dar uma resposta e até o fechamento desse boletim a empresa não havia se manifestado.

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…