O Google passou a exibir nesta semana, no Brasil um botão para que usuários peçam comida pela Rappi. O botão surge na página de busca ou nos resultados dos mapas da empresa, caso a busca seja por nome de restaurante cadastrado no applicativo de entregas.

Segundo as empresas, a iniciativa foi tomada para auxiliar os restaurantes parceiros a reforçarem sua divulgação e vendas durante a pandemia e, ao mesmo tempo, oferecer uma solução segura e prática aos seus usuários.

“Para proprietários de restaurantes e cafés, a nova experiência também pode ajudar a criar novos canais de descoberta e alcançar mais clientes, especialmente durante esses tempos difíceis”, diz Alessandro Germano, diretor de Desenvolvimento de Negócios do Google para a América Latina.

No Brasil, as buscas no Google por termos relacionados a “delivery” atingiram o recorde no primeiro semestre de 2020 – houve um crescimento de 62% em relação ao mesmo período do ano passado.

COMO FUNCIONA

Na nova experiência, tanto na Busca quanto no Google Maps, sempre que procurar um restaurante que faça parte do catálogo e seja entregue na sua região, o usuário verá o botão “Faça seu pedido”. Em poucos passos, será possível escolher o prato favorito, consultar os horários de entrega ou retirada, e finalizar a compra com o Google Pay.

Com o login e o pagamento do Google não será necessário informar os detalhes da conta no serviço escolhido ou as informações do cartão de crédito. Assim que a compra for concluída, o usuário receberá um e-mail com o resumo do pedido, dados de rastreamento e contatos do restaurante.

A experiência de pedido de comida na Busca e no Google Maps está disponível nas versões mais recentes de todos os principais navegadores de celular e desktop. (Com assessoria de imprensa)

Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Grávidas só podem tomar vacinas da Pfizer ou CoronaVac

O Ministério da Saúde anunciou, nesta quinta-feira (8), que mulheres grávidas sem comorbid…