INDICADORES

FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL: Caixa gerado pela operação da empresa, resultado produzido diretamente pelas suas atividades sem contabilizar esfera legal, operações financeiras, pagamento a credores da RJ e venda de ativos.

RECEITA LÍQUIDA: Receita referente à vendas de produtos e serviços que são foco da estratégia da Oi (fibra, mobilidade, Oi soluções e atacado), deduzidos os impostos e descontos incidentes sobre as vendas.

OPEX DE ROTINA: Despesas contínuas para manutenção ou melhoria da estrutura operacional necessária para o funcionamento da Oi, que compõem o EBITDA de rotina ao final do ano de 2021 reportado ao mercado.

TAKEUP DE FIBRA: Taxa de ocupação entre a fibra instalada e a disponível para venda, objetivando maior precisão e alinhamento das estratégias comerciais e de implantação de fibra.

NPS CONSUMIDOR: Mede a percepção dos clientes em relação à companhia, identificando o volume de promotores subtraído dos detratores da marca. Serão pesquisados os clientes do segmento consumidor, para os produtos fibra e pós e controle, separadamente.

PAGAMENTO

  • Caso as metas sejam atingidas, o pagamento do Placar 2021 será efetuado até o dia 30 de abril de 2022, após a divulgação do balanço 2021.
  • Faltas não justificadas, licenças e afastamentos de qualquer natureza ocorridos no período entre 01 de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2021 serão descontados do valor do prêmio (exceto afastados por Acidente de Trabalho, Licença Maternidade, Licença Paternidade, auxílio doença em função da Covid e inscritos no Programa de “Doenças Crônicas”).
  • Os trabalhadores desligados ou que pedirem demissão antes de 31 de dezembro de 2021, desde que elegíveis, receberão o pagamento do Placar em até 60 dias após o pagamento dos trabalhadores ativos calculado de forma proporcional ao tempo trabalhado em 2021.
  • O valor do programa será calculado considerando o salário de dezembro de 2021.

ELEGIBILIDADE

  • Todos os Trabalhadores que, no ano 2021, tenham efetivamente trabalhado na Empresa por um período igual ou superior a 1 mês* completo (pagamento prórata).
  • Os Trabalhadores admitidos após 1º de janeiro de 2021, que se enquadrem na regra citada acima, terão direito ao pagamento proporcional aos meses efetivamente trabalhados (nº de meses trabalhados/nº de meses do ano).
  • Desligados antes de 31 de dezembro de 2021 com no mínimo 1 mês* efetivamente trabalhado na empresa no ano de vigência do programa, receberão pagamento proporcional em até 60 dias após o pagamento dos trabalhadores (pagamento pró-rata).
  • Os empregados que pedirem demissão receberão a parcela do Placar desde que tenham participado no mínimo1mês* efetivamente trabalhado na empresa no ano de vigência do programa, em até 60 dias após o pagamento dos trabalhadores (pagamentopró-rata).
  • Estagiários, menores aprendizes, aprendizes técnicos e aposentados não ativos (inclusive TRCA-PR, entre outros) não participam do Programa.
  • Trabalhadores demitidos por justa causa não serão elegíveis ao Programa.
  • Faltas não justificadas, licenças e afastamentos de qualquer natureza ocorridos no período entre 01 de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2021 serão descontados do valor do prêmio (exceto afastados por Acidente de Trabalho, Licença Maternidade, Licença Paternidade, auxílio doença em função da Covid e inscritos no Programa de “Doenças Crônicas”).
  • Os eventuais afastamentos por auxilio doença em função da Covid, Acidente de Trabalho e Licença Maternidade no período 01 de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2021, não serão descontados, para fins exclusivamente de apuração e pagamento da parcela do PLACAR 2021, se a ela tiverem direito, desde que sejam cumpridos os critérios de elegibilidade, sendo que o prêmio será pago integralmente no ano em que o trabalhador efetivamente participar do Programa.
  • O período de afastamento dos dirigentes sindicais licenciados com ônus para a Empresa, conforme Acordo Coletivo de Trabalho não serão descontados, para fins de apuração para pagamento.
  • Desligados pela Empresa elegíveis receberão em até 60 dias após o pagamento dos trabalhadores “ativos”.
Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

STF autoriza licença de 180 dias para servidor pai ‘solo’

Os ministros do STF negaram recurso do INSS contra decisão do TRT-3 e decidiram que é cons…