Presidente afirma que o projeto, que deverá ser aprovado nas próximas semanas, será ponto de partida da proposta brasileira pela democratização da web.

A presidenta Dilma Rousseff afirmou, neste domingo (6), em sua conta no Twitter, que o projeto do Marco Civil da Internet no Brasil será o ponto de partida para a proposta a ser encaminhada à ONU. Durante discurso de abertura da 68ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, no dia 24 de setembro, Dilma defendeu a criação de uma governança global para internet.

“Nossa proposta para um marco civil internacional será enviada à ONU assim que nosso Marco Civil da Internet for aprovado. A votação do nosso projeto do Marco Civil da Internet deve ocorrer nas próximas semanas. Enviei ao Congresso um novo Marco Civil da Internet, iniciativa que irá ampliar a proteção da privacidade dos brasileiros (…) Denunciei o caso na ONU em defesa dos direitos humanos e de nossa soberania. Exigimos explicações e mudanças de comportamento por parte dos americanos”, escreveu Dilma.

A presidenta também comentou o livro The Shadow Factory: The Ultra-Secret NSA from 9/11 to the Eavesdropping on America, do jornalista James Bamford, sobre o sistema de espionagem norte-americano. Segundo Dilma, o livro mostra os métodos de espionagem da National Security Agency (NSA), tal como ocorreu com cidadãos e empresas brasileiras e com a própria presidenta.(Da redação, com Blog do Planalto)

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…