Na linha de frente da manutenção dos serviços de telecomunicação, como a internet e a TV paga, os técnicos de reparo e instalação não deixaram de trabalhar por prestar um serviço essencial, mas estão penando para manter a conexão das pessoas funcionando em tempos de pandemia.

Clientes querem ter seus equipamentos reparados, mas sem deixar que os técnicos entrem em suas casas. Alguns condomínios os submetem a verdadeiros interrogatórios sobre coronavírus e até os escoltam ao banheiro para lavarem as mãos. Mesmo com medo de se infectar, os profissionais entram em contato com doentes.

Na linha de frente da manutenção dos serviços de telecomunicação, como a internet e a TV paga, os técnicos de reparo e instalação não deixaram de trabalhar por prestar um serviço essencial, mas estão penando para manter a conexão das pessoas funcionando em tempos de pandemia.

Clientes querem ter seus equipamentos reparados, mas sem deixar que os técnicos entrem em suas casas. Alguns condomínios os submetem a verdadeiros interrogatórios sobre coronavírus e até os escoltam ao banheiro para lavarem as mãos. Mesmo com medo de se infectar, os profissionais entram em contato com doentes.

Fonte: Uol | Tilt

Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

STF reconhece direito de mulheres a 15 minutos de descanso antes das horas extras

Direito existia desde 1943, mas reforma Trabalhista de 2017 revogou. Decisão do Supremo te…