Um levantamento mostra que quase 50% das reclamações contra as operadoras de telefone celular são por causa de cobranças indevidas. Para não ter prejuízo, o consumidor tem que prestar muita atenção ao que está escrito na conta.

Para o advogado Fabrício Bernardes, a dor de cabeça começou já na primeira fatura. “A gente se sente absolutamente ultrajado por conta de ter um chip que era pra pagar R$ 79 por mês, vir uma fatura de R$ 7.433”, contou.

Mesmo depois de ter cancelado o serviço, ele recebeu uma nova conta. E a dívida subiu para R$ 12 mil. Ele conta que o chip dele foi extraviado. E alguém aproveitou para fazer as ligações irregulares.

“O Procon reconhece como indevida e abusiva essa cobrança. Só que agora, infelizmente, só através de ação judicial mesmo, porque, em contato com a operadora, a gente não tem retorno nenhum”, explicou Fabrício.

As cobranças indevidas lideram a lista de reclamações registradas na Anatel, a agência do governo federal que fiscaliza o setor. Um levantamento apontou que 48% das ligações denunciam erros na fatura. No Procon do Rio Grande do Sul 90% das reclamações contras as operadoras se referem a cobranças indevidas.

O consultor João Marcondes Trindade se especializou em achar erros nas cobranças. Uma fatura, por exemplo, mostra que um cliente ligou para ele mesmo e ficou três horas ao telefone. Outro recebeu a cobrança de uma dívida que já tinha sido paga havia dois anos.

Trindade alerta que é preciso ficar atento ao que foi contratado com a operadora. “Quando tu receber a fatura, tu senta lá e olha. Verifica item a item, isso eu pedi, pedi, pedi. Porque é ali que está o segredo”, completou.

O sindicato que responde pelas empresas de telefonia informou que as operadoras estão adotando medidas para melhorar o relacionamento com os clientes. E a Anatel disse que criou uma superintendência para receber esse tipo de reclamação dos consumidores.

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…