Os problemas se acumulam para os empregados da empresa VIKSTAR, que recentemente teve o contrato rescindido pela Operadora Vivo. No início do mês passado a Vikstar atrasou o pagamento e os trabalhadores decidiram parar até a regularização do pagamento, o Sindicato da categoria  recorreu ao Núcleo de Conciliação Permanente – NUPEMEC  do TRT 22 e houve o compromisso da empresa e também da contratante Telefônica/Vivo que os compromissos seriam cumprido sem prejuízos para os trabalhadores, entretanto a empresa Vikstar não cumpriu o acordado e não pagou os vales transporte e refeição no último dia 30 de abril. “É uma demonstração de falta de compromisso e um desrespeito aos trabalhadores” afirma João de Moura Neto, presidente do Sinttel-PI, sindicato da categoria.

Segundo relato do presidente Moura Neto houve o compromisso na audiência com o Desembargador Manoel Edilson que todos os compromissos de pagamento seriam cumpridos normalmente até a completa desmobilização das atividades em 18 de junho próximo. Insatisfeitos sem ter como comparecer ao trabalho por falta dos vales transportes e também sem recursos para alimentação, os empregados decidiram em Assembleia realizada no final da manhã deste domingo, que paralisariam as atividades só retornando ao trabalho depois de receber os vales devidos. Moura conclui lamentando que depois de oito anos em Teresina a Vikstar tenha um encerramento de atividades tão desrespeitoso com seus empregados.

“São trabalhadores que dependem do emprego para sobreviver com dignidade, o contrato acabou e serão todos demitidos, até lá, deveriam ser respeitados por tudo que contribuíram para o êxito do contrato. Tratá-las assim, sem nenhuma consideração do pode ser respondido com uma paralização das atividades, finaliza.

Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Seus direitos: Além da pensão por morte, herdeiros têm direito ao FGTS e PIS/PASEP

A tragédia social, sanitária e econômica por que atinge o Brasil e os brasileiros, vítimas…