Teresina contará com o primeiro curso de operador de Call Center totalmente gratuito na modalidade de Ensino à Distância. O termo de cooperação técnica que possibilitará a oferta dos cursos foi assinado na manhã desta segunda-feira (14) pelo prefeito Firmino Filho, secretários municipais e representantes da empresa Vikstar.

“As empresas que já se instalaram já falam em ampliação. Isso mostra que é um segmento que tem demanda em Teresina e que precisava desse nosso apoio. É geração de emprego para os teresinenses. E, por ser um segmento novo, requer qualificação. Por isso estamos entrando com esse termo de cooperação técnica, para que as pessoas sejam capacitadas para atuar nesse mercado”, frisou o prefeito.

Inicialmente serão oferecidos dois cursos, Informática Básica e Operador de Call Center, com 100 vagas e inscrições gratuitas. A expectativa é que a oferta de vagas sejam ampliadas posteriormente. As inscrições serão iniciadas em agosto e poderão se inscrever pessoas com idade acima de 18 anos, concludentes ou não do ensino médio.

“Ainda existe carência de pessoas capacitadas na atuação do segmento de Call Center. É um segmento novo em Teresina, que ganhou muita força após a aprovação de uma lei que concedeu benefícios para a instalação de empresas na capital. Estamos apostando na modalidade à distância como estratégia de qualificação de pessoal para suprir essa demanda”, reforçou a presidente da Fundação Wall Ferraz (FWF), Samara Pereira.

O diretor da unidade da Vikstar em Teresina, Elio Salles, destaca que o projeto faz parte das ações de responsabilidade social da empresa. “Queremos estimular a capacitação profissional para o mercado de Call Center, atingindo grandes contingentes de candidatos ao emprego. O termo de cooperação técnica vem suprir a carência de uma qualificação técnica existente hoje em Teresina para essa atividade”, lembrou.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Fábio Nery, lembrou das ações que a prefeitura está realizando no fomento à atividade e no suporte dado para que novas empresas sejam instaladas na capital. “Temos acompanhado as demandas das empresas, no setor de iluminação, infraestrutura e transporte, para que as empresas tenham condições de se instalarem, gerando emprego e renda para as pessoas”, finaliza.

Fonte: Cidadeverde.com

Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Fetquim alerta contra ritmo acelerado da produção

As novas tecnologias, principalmente a Indústria 4.0,  mantêm o ritmo acelerado de produçã…